Depoimentos

Formamos gerações de cidadãos conscientes


Conheça as realizações de alguns dos alunos que passaram por aqui


Ronaldo Rozenbaum

Pensi 2006, 1º lugar geral do IME/ Entrou para a Ambev como Trainee e hoje é sócio


"Um ambiente de congregação, bom clima e convivência". É assim que Ronaldo Rozenbaum, nosso ex-aluno, define o Pensi. O colégio foi responsável pela formação de uma base analítica importante para a carreira de Ronaldo, que hoje é engenheiro formado e trabalha com vendas.  Os objetivos de Ronaldo eram grandes, do tamanho dos sonhos mais inalcançáveis:
- A dedicação precisava ser do tamanho dos objetivos - disse.

Matheus Araújo Marins

Pensi 2010 / Bronze na Olimpíada de Matemática do Cone Sul / Formado pela UFRJ


Matheus Marins é mestrando em tempo integral na COPPE. Ex-aluno do Pensi, ingressou no colégio por se interessar pela preparação para as Olimpíadas de Matemática. O padrão alto imposto pela instituição se tornou um referencial que Matheus carrega para a vida. Segundo ele, o Pensi traduz excelência acadêmica, que o ajudou na aprovação para o IME. Ele também não se esquece da festa de formatura. Aos mais novos, o recado:
- Por mais assustadora que a jornada possa parecer, confiem nos professores. Eles têm razão.

Letícia Mota

Pensi 2003 /1º lugar do IME na Ativa


Aprender a administrar grandes volumes de informação. Essa foi a forma que o Pensi influenciou na trajetória pessoal e profissional da atual engenheira mecânica Letícia Mota. Segundo ela, o curso é um lugar onde a palavra dedicação impera. "Vale a pena estudar". Tanto aprendeu que foi aprovada no IME.

Victor Willcox

Pensi 2006 /1º lugar geral do vestibular da UFRJ estando no 2o ano do ensino médio / foi o mais novo procurador da história do Rio aos 22 anos


Estabelecer laços de respeito e amizade com os professores é essencial. Para o alumni do Pensi e advogado Victor Willcox, a ajuda que recebia dentro e fora de aula era digna de nota. O rapaz, que entrara no colégio por conta da boa reputação em aprovações no vestibular, não demorou a colecionar amizades na escola.

Thomás Yoiti

Petrobrás (Pensi 2005 / Bronze na Olimpíada Mundial de Matemática / Formado pelo IME)


O engenheiro pleno de petróleo da Petrobrás, Thomás Yoiti, guarda ótimas recordações dos tempos de Pensi. À época, ingressou na instituição por conta da indicação de amigos e por já conhecer os então professores Marcio Cohen e Rodrigo Villard. A qualidade do corpo docente e o método de ensino "desafiador" reservam um espaço especial no coração de Thomás, que se recorda também das premiações que obteve nas Olimpíadas de Matemática. Ele deixa um recado à nova geração:
- Estudem bastante, isso irá guiá-los no futuro.

Quer deixar o seu depoimento?